Buscar
  • producao567

Novas medidas buscam minimizar impacto da crise nos pequenos negócios



O agravamento da pandemia e a adoção de medidas de isolamento social em diversas cidades levaram o governo federal a adotar novas medidas de ajuda aos empresários.


Uma das principais medidas já anunciadas é a prorrogação por três meses dos vencimentos dos impostos das empresas do Simples Nacional.


A cobrança dos tributos adiados será feita de forma parcelada em seis vezes, de julho a dezembro, da seguinte forma:


Parcelas com vencimento em abril de 2021 poderão ser pagas metade em julho e a outra metade em agosto.


Parcelas com vencimento em maio de 2021 poderão ser pagos metade em setembro e metade em outubro.


Parcelas com vencimento em junho de 2021 poderão ser pagos metade em novembro e metade em dezembro.


Todas as parcelas vencem no dia 20 de cada mês.


Além da prorrogação dos tributos do Simples, o governo também reabriu o programa de renegociação de dívidas lançado no ano passado.


Já os empresários que conseguiram empréstimos por meio do Pronampe ganharam mais três meses para começar a quitar a dívida. O programa tinha carência de oito meses, e os empréstimos começariam a ser pagos no mês passado. Com a prorrogação, as primeiras parcelas começarão a vencer só em junho.


Além das medidas já anunciadas, outras iniciativas devem ser divulgadas ao longo das próximas semanas. Segundo informações do Ministério da Economia a retomada do programa de redução de jornada e salário ou suspensão de contratos deve ser a próxima ação a ser adotada.


Medidas de crédito para as empresas em dificuldade também devem ser anunciadas num futuro muito próximo.


Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

3 visualizações0 comentário